skip to Main Content
Comunicação assertiva no trabalho

Comunicação assertiva no trabalho

Desde muito pequenos, assim que nascemos, já nos comunicamos. Seja através de choro, resmungos ou batuques. Comunicar é sinalizar vontade, emoção, informação ou sentimento.

De acordo com o blog Psicologia Viva, comunicação assertiva é a capacidade para recusar e elaborar pedidos, pedir favores, expressar sentimentos negativos e positivos e iniciar, continuar e terminar uma conversa comum. Sendo considerada como a defesa de direitos pessoais e a expressão de pensamentos, sentimentos e crenças de forma direta e honesta.

Em um momento onde a preocupação com a saúde mental e o bem-estar dos funcionários cresce, é fundamental garantir uma boa comunicação. Portanto, essa ferramenta é cada vez mais essencial e valorizada nas empresas.

Alguns se comunicam bem, outros nem tanto. Algumas falam até se cansarem, outras não demonstram o que querem e raras as vezes conseguem explicar algo. Um não sabem o momento de falar, outros não sabem o momento de ouvir. Ter uma comunicação assertiva pode ser um fator determinante para ser um bom profissional.

Gestos, olhares, tom de voz e outros comportamentos também são uma forma de comunicação, não sendo somente fala e escrita. Seja dentro ou fora da empresa, a comunicação é a forma que nos conectamos com as pessoas.

Para que a comunicação assertiva funcione, é importante se atentar a alguns pontos:

  • Melhor que ouvir, é saber escutar: preste atenção no outro, como ele se expressa, se está bravo, triste, feliz, por exemplo. Aprenda realmente a escutar.
  • Você também é responsável pelo que o outro entende: se atente aos resultados da sua expressão, porque se você fala A e a pessoa entende B não é só ela o problema.
  • Direcione o público: não se fala sobre leis para uma criança, pois ela não terá entendimento. Por isso, o assunto e a pessoa devem se corresponder.
  • Não atropele a comunicação: existem pessoas que não esperam a outra pessoa terminar de falar, acham que entenderam e já terminam o assunto pro outro. Fazer isso não te torna só chato, mas também não permite o real entendimento do que era pra ser passado.
  • Não seja prolixo: Enrolar e não responder o que foi perguntado não te faz ser bom de papo, pelo contrário, uma pessoa que enrola e não chega a lugar algum. Seja sempre claro e objetivo.

Quando a comunicação assertiva não atinge o seu ponto alto, ou seja, quem recebe não consegue entender a mensagem enviada pelo emissor, pode gerar conflito entre as pessoas, falta de comprometimento na execução das atividades e consequentemente compromete o atingimento das metas gerais.

Comunicação é educação, bons modos e objetividade. Com isso, você tem grandes chances de alavancar sua carreira profissional e estender esse aprendizado para o pessoal.

A função de se comunicar corretamente no trabalho é auxiliar no processo de formação dos departamentos, criando um ambiente propício à alta performance e ao melhor desempenho das atividades e resultados.

Lembrando que, ser objetivo, claro e se comunicar de forma correta não é ser rude ou passivo demais. Toda a dinâmica é em torno do respeito com o outro e a busca da compreensão pelo que está sendo dito.

E na sua empresa, como é a comunicação? Se identificou com algum ponto? Conte pra gente!

O RHGestor é uma plataforma completa para Gestão de Pessoas que organiza e automatiza os processos de RH. Aproveite todo o seu potencial criativo do seu RH.

Este artigo tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top