Como funciona o Eneagrama?

O Eneagrama é uma sabedora milenar adaptada por Gurdjeff, um filósofo armênico, onde uma figura geométrica de 9 pontas composta por um círculo, um triângulo e um hexade, representa os 9 tipos de aspectos psicológicos e possibilita compreender o processo contínuo do indivíduo.

Este profundo e preciso sistema permite o entendimento e descoberta das motivações base do sujeito, descrevendo suas formas de agir, pensar e sentir. A partir deste conhecimento, a pessoa passa a ter um melhor entendimento de seu próprio ser, possibilitado as melhores escolhas em sua busca de crescimento pessoal.

A MOTIVAÇÃO BASE

A motivação base é o que direciona nossos comportamentos e influencia nossa tomada de decisão no dia a dia. Para cada tipo de psique descrito pelo eneagrama, existe um objetivo subjetivo e uma motivação inconsciente das quais nossas ações se baseiam. O indivíduo, quando trás para sua consciência esse conhecimento antes escondido de si, inevitavelmente passa a evidenciar seus aspectos de forma a encontrar o melhor caminho para seu auto-crescimento, entendendo sua forma de ver o mundo e como melhorar o seu redor.

“Por exemplo, um perfeccionista, com todo o seu exagero no rigor, detalhe e preocupação de fazer tudo de uma forma exemplar, procura reconstruir um ambiente de perfeição onde crê que resgatará uma sensação perdida de serenidade.” (Fonte: Eneacoaching)

POR QUE E COMO UTILIZAR O ENEAGRAMA

O eneagrama não apenas nos mostra nossa visão de ser e de mundo, como também nos mostra a forma que agimos em situações de estresse, e qual o melhor caminho a se tomar em direção à segurança comportamental nesses momentos.

Você como gestor de equipe sabe que a melhor maneira de trabalhar em equipe é conhecer os integrantes do mesmo, para assim saber como evidenciar os pontos fortes de cada colaborador, e não apenas suprir os pontos fracos, como também trabalhar na melhoria destes. Sua gestão sempre terá melhores resultados ao conhecer os detalhes de personalidade de seus colaboradores, suas motivações e capacidades.

A profundidade do teste permite um mapeamento de personalidade que leva à consciência os padrões de comportamento construtivos e destrutivos, e você, gestor, tendo também consciência desses detalhes individuais de sua equipe, poderá apontar alternativas de desenvolvimento individual e coletivo, além de melhorar a distribuição de tarefas com base no subjetivo do sujeito e tomar conhecimento das necessidades do time a serem supridas.

OS TIPOS DE ASPECTOS PSICOLÓGICOS

Oscar Ichazo, filósofo boliviano que, assim como Gurdjieff, era fascinado pela ideia de recuperar conhecimentos perdidos, pesquisou e sintetizou os vários elementos do eneagrama. No início da década de 50, Ichazo associou as nove pontas do símbolo aos nove tributos divinos que refletem a natureza humana, oriundos da tradição cristã. Nascia a relação entre o eneagrama e os tipos de personalidade. (Fonte: Instituto IEneagrama)

1.   O Perfeccionista

As pessoas do Tipo 1 são muito perfeccionistas por serem altamente exigentes, tanto consigo mesmas quanto com as pessoas ao seu redor. Sua visão de mundo se mostra uma bifurcação onde há apenas o certo e o errado, sem meio-termos, e por isso são vistas muitas vezes como pessoas difíceis ou autoritárias.

São sujeitos disciplinados e objetivos que seguem fielmente as regras e as formalidades da sociedade em que vivem. No trabalho e na vida, são esforçados e organizados, além de sempre agir em busca de independência. Trabalham normalmente em áreas em que seu esforço pode ser medido, como por exemplo, áreas de contabilidade, financeiras, de organização e de métodos.

2.   O prestativo

Pessoas centradas na emoção que tem uma percepção aguda do próximo, tornando-se conquistadoras e agradáveis de conviver. Agem de forma diferente com cada pessoa, respeitando suas particularidades e não generalizando pensamentos e comportamentos.

Esse tipo de personalidade costuma recusar ajuda por se considerar auto-suficiente, mas este sempre pronto para ajudar o próximo. Acredita que pode sempre fazer tudo e sozinho. Trabalham normalmente em áreas em que há relacionamentos com pessoas, como por exemplo, vendas, relações humanas e secretariado.

3.   O bem sucedido

Pessoas competitivas e centradas em ações que os guiam para o sucesso, visando seu reconhecimento. São trabalhadores, eficientes e objetivas, visam o resultado e costumam sempre bater as metas.

Trabalham normalmente em áreas em que há possibilidades de crescimento, como por exemplo, vendas, advocacia, administração, consultoria, assessoria, política e trabalhos autônomos.

4.   O romântico

São pessoas centradas na emoção e sensíveis ao ambiente. São observadoras e, por serem também sensíveis, conseguem ver o que outras pessoas não conseguem; percebem pequenos detalhes que fazem diferença.

Trabalham normalmente em áreas em que a criatividade e a originalidade possam ser expressadas, como por exemplo artes, psicologia e jornalismo. Gostam de coisas diferentes, querem expressar seus sentimentos, usando sua criatividade.

5.   O observador

São pessoas centradas na mente, são mais individualistas, preferem “ver de longe”. Preferem não fazer parte dos acontecimentos e apenas analisar ao longe para manter seu senso crítico, assim como optam por ficar consigo mesmos, envolvidos em atividades que só dizem respeito a si próprios.

Sujeitos mais analíticos, sérios e racionais, que evitam expressar sentimentos para não passar por situações inadequadas. Trabalham normalmente em áreas de planejamento, como por exemplo, engenharia, pesquisa e informática, áreas de ciências exatas. São bons para fazer análises e estratégias, sendo eficientes em planejamentos.

6.   O questionador

São pessoas cautelosas que raramente agem impulsivamente, planejam sempre suas ações antes e deixam tudo preparado com antecedência. Por serem desconfiadas, têm sempre medo de que algo dê errado e procuram cuidar de tudo para que não ocorra improvisos. Além disso, são sujeitos dependentes que requerem um líder alguém que os sustentem.

São organizados, criativos e comprometidos, e preferem evitar os problemas a arcar com as conseqüências. Trabalham normalmente em áreas de gerências de pessoas e procedimentos, como por exemplo, áreas de produção, financeira e relações humanas. O que as ajuda são sua capacidade de perceber riscos e de críticar os processos, prevendo as falhas.

7.   O sonhador

São pessoas agitadas, bem humoradas e muito otimistas, e por isso têm bons relacionamentos interpessoais. Procuram evitar o desprazer e focam em atividades que lhe dão satisfação; facilmente se entediam com as coisas e ficam saciadas rapidamente, por isso odeiam rotinas e evadem dos padrões e regras. Entretanto, têm tendência a se sobrecarregar de trabalho na tentativa de fugir de problemas emocionais.

Desta forma, trabalham normalmente em áreas em que não há rotina e é necessário o uso da criatividade, como, por exemplo, marketing, vendas, planejamento e negociação. São bons para resolver problemas por serem criativos e otimistas.

8.   O confrontador

Pessoas centradas na ação e que possuem muita facilidade em liderar. Diretas e objetivas, visam a realização das atividades, que em geral são intensas e desafiadoras, pois não se intimidam com a dificuldade. Possui um instinto para os negócios e sua autoconfiança fazem deles pessoas que inspiram crescimento e superação. Entretanto, costumam ser autoritárias e gostam de fazer tudo do seu jeito, que considera único e correto.

Trabalham normalmente em uma área relacionada à liderança, como por exemplo, liderando empresas. Sendo confiantes e negociadores, procuram crescer, usando métodos diretos e eficazes. O que querem fazer, elas fazem, sendo realizadoras. Podem ser bons líderes, cuidando firmemente dos interesses do grupo, mas só quando coincidem com os seus próprios.

9.   O mediador

São pessoas que costumam ser centradas na mente ou na emoção, e suas decisões e atitudes sempre visam o bem comum. São sujeitos agradáveis e amáveis que evitam o conflito a qualquer custo, e portanto, não são nada competitivas. Apesar de terem facilidade de se colocar no lugar do próximo e resolver conflitos quando necessário, costumam ceder às vontades do outro apenas para não gerar intriga ao invés de resolver o problema de fato.

Trabalham nas mais variadas áreas, porque sua facilidade em se adaptar lhes permite trabalhar em mais áreas e se manterem trabalhando, apesar de resistirem inicialmente à mudanças. Normalmente se encontram em setores administrativos, secretariado, atendimento ao público e auxiliares.

E ai, o que achou do artigo? Esta preparado para aplicar e interpretar o teste Eneagrama?

Conta pra gente!

Compartilhar conteúdo

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

AGENDAR DEMONSTRAÇÃO

SEM COMPROMISSO