Conceito de logística e logística portuária

O conceito de logística está vivo na mente das pessoas e atrelado a diversas atividades do dia a dia. No entanto, no que se refere à gestão empresarial esse conceito precisa ser bem mais aprofundado, levando-se em conta a importância desse setor dentro das empresas.

Um mercado competitivo, acirrado, exigente e que envolve administração de diversos recursos como pessoas, financeiro, materiais e informações. 

Mas para começar, o que é logística?

É um conjunto de métodos para fazer o que for necessário para entregar os produtos certos, no tempo combinado e local adequado. A palavra vem do grego e significa habilidade de cálculo e raciocínio.

Atualmente esse conceito está mais amplo, transitando entre economia, engenharia, marketing, estatística, rh e tecnologia.

Na logística existe uma divisão de 4 tipos de empresa: logística de distribuição, logística reversa, logística de suprimentos e logística de produção e essas operações são necessárias tanto em indústrias, como no varejo, no agronegócio e em áreas da saúde. Insumos, medicamentos, peças, animais, alimentos, matérias primas, equipamentos e até o produto final precisa acontecer para manter a economia e o mercado rodando. 

Nessa dinâmica, a logística faz o gerenciamento do fluxo de produto, do fornecimento ao ponto de consumo. Por isso, é o agrupamento de atividades ligadas à posse e movimentação dos produtos. Com tanta demanda e variedade, não se trata apenas de transporte, mas também com empacotamento, armazenamento e monitoramento, que fecham a atividade logística por completo. 

A importância da logística na economia

Para a economia, o negócio de transportes causa grande repercussão e ao pensar na distribuição de mercadorias é preciso questionar a natureza de cada produto. São muitas procedências, pode ser comprado pela internet, agrícola de campo para a cidade, produção de minério, pode ter vindo por ferrovia, pode ser transporte de combustível, materiais químicos, etc. Quais são as formas para lidar com a importação e exportação desses produtos? Cada área dessa demanda de um processo logístico diferente que precisa eliminar a distância entre fornecedor e consumidor, reduzindo custos e desperdícios. 

E a logística portuária, como funciona?

Vamos ao que interessa, a logística marítima portuária. Com o comércio exterior crescendo sem parar, cada vez mais os empresários veem possibilidades nesse segmento. Dado esse contexto, a logística portuária está completamente inserida no desenvolvimento da situação econômica do país. 

O que é esse tipo de logística?

No contexto do comércio exterior, podemos dizer que ela envolve aspectos como transporte, armazenamento, recebimento e uso de produtos, insumos ou mercadorias pertinentes às atividades comerciais.

A logística portuária compreende as transações ligadas ao movimento de cargas — seja de transporte, de carregamento ou de descarregamento das embarcações; na gestão marítima, entre outros.

O setor logístico em geral não é simples, sendo assim, o portuário não fica para trás. Instituições responsáveis e órgãos regulamentadores são super exigentes e pedem a discriminação de todos os dados de carga, que acabam refletindo no prazo de entrega e principalmente no custo dessas mercadorias. 

A estrutura desse tipo de logística é dividida em categorias:

  • Complexo fixo: responsável pelas instalações de estrutura física como terminais, portos, cais, armazéns, maquinários e equipamentos;
  • Administração: entidades que fazem a gestão dos portos, docas, o OGMO, CAP e GEMPO por exemplo;
  • Operação: operações portuárias de manutenção como rebocadores, operadores portuários, pilotos, sindicatos.

De que maneira a logística portuária impacta no processo logístico?

Os modais são os portos que fazem o: embarque, estocagem, desembarque, armazenagem, movimentação, empilhamento de mercadoria etc.

Assim como em todo lugar, existem falhas causadas por problemas como estrutura, falta de investimento e modernização, agravados por muitos processos burocráticos e ineficiência, ou seja, se um equipamento para de funcionar, todo o atraso da logística pode acontecer, visto que não há substituição fácil e rápida. 

A logística portuária é importante para a economia?

Mais de 90% do que acontece nos portos brasileiros estão relacionados às atividades de comércio exterior, ou seja, na importação e exportação, a logística portuária tem papel fundamental no crescimento do país a nível internacional. 

Essa logística demonstra o conjunto de operações que possibilita todas as atividades de importação e exportação no país. Seus processos estão ligados ao desenvolvimento econômico e exigem o envolvimento e trabalho de variados níveis operacionais e administrativos.

Por isso, as oportunidades de ganhos são grandes, alimentadas por estratégias governamentais para reduzir a burocracia para as empresas trabalharem de forma mais rápida e simples – como forma de atrair um bom capital externo e fortalecer a economia. 

Ainda não explorado, investir nesse setor é um convite a conquista de mercado e aumento de competitividade, estímulo de evolução e vantagem ao consumidor. 

Como principais desafios como toda logística, é importante sinalizar os desafios que esse tipo de empresa enfrenta:

  • segurança no transporte;
  • infraestrutura;
  • mensuração de desempenho da operação;
  • organização do espaço físico de estoque;
  • tecnologia defasada;
  • custos operacionais elevados;
  • monitoramento de frota;
  • dependência excessiva dos funcionários;
  • manutenção preventiva.
  • falta de planejamento operacional;
  • localização estratégica;

Este conteúdo foi útil para você? Esperamos que sim.

Fique atento aos próximos posts de blog para entender um pouco mais sobre empresas de logística.

Compartilhar conteúdo

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

AGENDAR DEMONSTRAÇÃO

CANDIDATO: ESSE FORMULÁRIO É SOMENTE PARA EMPRESAS.