skip to Main Content
Como estruturar um roteiro de entrevista

Como estruturar um roteiro de entrevista

A estrutura de uma entrevista compreende 3 partes: introdução, pergunta dos entrevistadores e entrevistado e uma conclusão. Mas não é só isso que precisamos na hora de entrevistar um candidato.

Existem duas coisas importantes que devem ser feitas antes de começar um processo seletivo: uma ótima descrição de vaga para atrair as pessoas certas e um roteiro de entrevista eficaz para identificar o colaborador ideal. Quanto melhores forem as perguntas para os candidatos, mais certeiras serão as respostas e a chance de uma boa contratação.

O objetivo é que todos os profissionais sejam avaliados de forma igual por todos os membros da equipe de recrutamento de uma empresa, se não, cada recrutador pode adotar seu próprio roteiro e assim, inconscientemente favorecer ou desfavorecer algum candidato.

Para dar início ao roteiro:

  • Decida o formato
  • Divida em seções

É normal o candidato estar nervoso no dia da entrevista, então é papel também do entrevistador fazer um primeiro contato, apresentar a empresa, conversar um pouco sobre assuntos mais simples. Ter um briefing sobre a empresa é ótimo.

Depois, crie uma introdução, uma de habilidade técnica, outra de habilidade comportamental e, finalmente, uma de fit cultural para termos noção do quanto ele tem fit com a vaga e empresa.

Termine com questões de encerramento e conclusão, que servem para dar informações sobre salário e benefícios, assim como esclarecer dúvidas importantes.

Defina a duração

Antes de começar a fazer o documento com as perguntas, é importante pensar no tempo que vai durar a entrevista. Se for uma hora, até 3 perguntas são suficientes porque depende muito das dúvidas e das respostas do candidato.

Escreva o roteiro de entrevista.

Prepare respostas para as perguntas dos candidatos.

Escreva os feedbacks para o próximo contato ou etapas.

É uma boa prática incluir os feedbacks de entrevista, sejam eles negativos ou positivos, no roteiro de entrevista. Isso ajuda no desenrolar das etapas e facilita para ambos os lados.

Existem três tipos diferentes para usar, dependendo de como o candidato procederá no processo.

Feedback Aberto: usamos quando não temos certeza se a empresa irá ou não seguir em frente com determinado candidato. Por exemplo: “No momento, estamos avaliando alguns candidatos para esta posição. Esperamos escolher os finalistas no prazo de x dias. Os escolhidos serão chamados para uma segunda entrevista com os coordenadores da área. Já a decisão final será realizada até ____. Entraremos em contato com você em breve com uma atualização sobre o processo”

Feedback Positivo: uma resposta padrão para candidatos que avançaram no processo seletivo é importante. Por exemplo: “Agradecemos a sua disponibilidade e gostaríamos de dar andamento nos próximos passos. Nesta etapa, prevemos entrevistas pessoais nas próximas semanas e uma oferta até o final do mês. Como está sua agenda? Você teria disponibilidade para uma nova conversa?”

Feedback Negativo: se nessa primeira entrevista um candidato realmente não é o melhor para a posição, dar um “não” fornece o fechamento do processo e mostra que você se preocupou em dar um retorno pra ele. Isso é importante! Veja o exemplo: “Agradecemos a sua disponibilidade em participar de nosso processo seletivo. Porém, no momento, não poderemos avançar. Fique de olho na página de carreiras e vagas de nosso site para oportunidades futuras que possam ter mais proximidade com o seu perfil. Desejamos tudo de melhor em sua carreira. Sucesso!”

Finalmente, pratique o roteiro de entrevista quantas vezes forem necessárias. Além das “falas”, é importante ser pontual, respeitoso e atencioso durante a entrevista.

Para obter melhores resultados, pense no briefing como um ponto de partida. Personalize-os de acordo com as necessidades da sua empresa e a posição aberta. Assim, você cria sua própria “biblioteca” de roteiros. Com o tempo, esse recurso tornará as entrevistas mais fáceis, rápidas e eficazes.

O RHGestor é uma plataforma completa para Gestão de Pessoas que organiza e automatiza os processos de RH. Aproveite todo o seu potencial criativo do seu RH.

Este artigo tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top