skip to Main Content

Nathalia Rodrigues, da BRZ: ´´Uma Gestão de Pessoas inovadora valoriza a singularidade dos colaboradores“

Nathalia Rodrigues começou sua jornada na empresa há 6 anos na função de Assistente de RH. Com dedicação e competência, evoluiu para a posição de Analista Júnior. Hoje, ela desempenha o papel de Analista de Desenvolvimento Humano e Organizacional Pleno. Nathalia está empenhada em aprimorar a qualidade de trabalho e aumentar a produtividade dos colaboradores por meio da adoção de tecnologias inovadoras.

– – –

Uma gestão de pessoas eficaz impacta diretamente no resultado de qualquer empresa, e a escolha da tecnologia certa para isso deve ser uma decisão estratégica, pois influencia de forma significativa o desempenho organizacional.

Nesta edição, o ‘RH em Pauta’ entrevistou Nathalia Rodrigues, Analista de Desenvolvimento Humano e Organizacional (DHO) da BRZ Empreendimentos. A construtora, especializada em apartamentos do programa governamental ‘Minha Casa Minha Vida’, está situada principalmente na região Sudeste do Brasil, abrangendo Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro. Atualmente, a BRZ Empreendimentos possui cerca de 840 empregados diretos e 500 colaboradores terceirizados.

Vamos explorar as motivações por trás da decisão de implementar uma tecnologia integrada de gestão de pessoas na empresa. Além disso, buscaremos compreender como a evolução do RH de um papel predominantemente operacional para um mais estratégico pode impactar positivamente toda a organização.

Nathalia, quais foram os desafios que levaram a BRZ Empreendimentos a buscar uma nova solução de gestão de RH?

Aqui na BRZ, eu tinha que trabalhar para dar conta dos meus processos com pelo menos 4 plataformas, uma para assinar documentos, uma para abrir solicitação de abertura de vaga, uma para enviar avaliação de desempenho, uma para fazer as metas… entre outras. Sendo assim, o principal fator foi o de desejar unir as ferramentas, gerando mais agilidade para nós.

De fato, administrar multiplataformas continua a deixar o RH muito operacional, pois há uma perda de tempo enorme…

Sim, outro fator importante foi justamente a assertividade dos processos, pois nós do time de gestão de pessoas tínhamos esse desafio de passar muito tempo alimentando dados e precisamos trabalhar com questões mais estratégicas do que isso.

Como a RHGestor está te auxiliando nesse sentido?

Nós ganhamos tempo e diminuímos a quantidade de horas que dedicávamos para realizar atividades que, na minha opinião, não agregam tanto, apesar de serem importantes para o resultado final. Com o ganho de mais assertividade ao processo, conseguimos ajustar possíveis erros e padronizar as atividades.

E em relação aos colaboradores, o que muda?

Conseguimos agregar muito mais os colaboradores. Atuamos em três estados distantes e temos um público muito misto, que vai desde pessoas analfabetas até pessoas que têm dupla formação. Então, tínhamos que conseguir abarcar todo mundo. Afinal, é dever do time de gestão de pessoas integrar tanto as pessoas que sabem utilizar ferramentas de tecnologia quanto as que não sabem.

É um baita desafio. Como vocês fizeram isso?

Por exemplo, enfrentávamos um desafio com pessoas que não possuíam e-mail, uma exigência em alguns dos softwares que utilizávamos anteriormente. Eu só podia cadastrar aqueles que tinham e-mail, um obstáculo inexistente com a RHGestor. Agora, conseguimos atingir todo o nosso público-alvo, pois enviamos mensagens via WhatsApp diretamente para seus celulares, facilitando a comunicação interna e o endomarketing. A plataforma também disponibiliza aos colaboradores informações financeiras de forma integrada, o que aumenta o engajamento, já que eles não precisam acessar múltiplas plataformas para obter esses dados.

Isso é mesmo engajar a empresa. Sem contar que vocês conseguem melhorar a experiência dos colaboradores com o time de Gestão de Pessoas.

Sim. Eu ouvi de uma colaboradora uma frase que me marcou muito. Ela me disse assim: ´´não importa tudo que vocês têm ou fazem, se não chega até nós, vocês não têm“. É bem isso, nesse momento eu percebi que precisava dar um jeito de mostrar a equipe tudo que oferecemos e o RHGestor facilita muito a minha vida nesse sentido.

Como conheceu a solução da RHGestor?

Considero que foi um golpe de sorte quando conheci a RHGestor. Recebemos constantemente ligações de diversos fornecedores oferecendo várias soluções, o que torna difícil dar atenção a todos. Eu já almejava encontrar uma plataforma completa, mas sinceramente, tinha dúvidas sobre a possibilidade de achar uma que atendesse a todas as minhas expectativas. Estava se aproximando o vencimento da licença do software que usávamos para gestão de pessoas, e eu estava em busca de uma nova plataforma, diferente daquelas com as quais já estávamos acostumados. Então, em um dia qualquer, recebi uma ligação da consultora de vendas da RHGestor, pedindo para falar com o responsável pelo RH. Atendi e, após ouvir uma breve introdução sobre o serviço, fiquei interessado e marcamos uma reunião para conhecer mais sobre a plataforma.

Quais foram suas primeiras impressões ao entrar em contato com a plataforma?

Fiquei realmente impressionada quando ela começou a apresentação, especialmente ao saber que a plataforma se integrava com a nossa folha de pagamento. Isso já resolvia metade dos meus problemas, já que uma plataforma de gestão que requer alimentação manual de informações não é ideal para nós. A solução que usávamos anteriormente não oferecia essa integração, obrigando-me a atualizar dados manualmente, o que não só era propenso a erros, mas também consumia muito tempo. O que eu realmente buscava era uma ferramenta que aliviasse essas tarefas repetitivas de mim e da minha equipe, para que pudéssemos nos dedicar a outras atividades. Durante a apresentação, questionei também sobre a funcionalidade de avaliação de desempenho e fiquei encantada ao ver que muitas características já eram personalizáveis e que a plataforma não era “engessada”.

Quais são os principais diferenciais da RHGestor que, na sua opinião, se destacam em comparação com outras soluções de mercado que vocês avaliaram?

O que mais levei em consideração foi a abrangência da RHGestor, cobrindo todos os subsistemas da área de gestão de pessoas. Atualmente, o único subsistema que ainda não implementamos no RHGestor são as metas, mas, fora isso, realizamos todas as nossas operações por meio dela. Sua completude e flexibilidade em atender nossas solicitações e adaptar-se às possíveis mudanças foram pontos chave. Por exemplo, adquirimos a plataforma em 2023, mas, até 2025, nossas necessidades certamente evoluirão. Por isso, é preciso que a plataforma continue se atualizando para permanecer relevante. Como comentei, foram os gaps de funcionalidades que tínhamos juntamente com a necessidade de atualização contínua que foi o que me levou a trocar a plataforma anterior.

E para atingir o tão sonhado “RH estratégico”, quais são as suas expectativas? O que ainda falta para vocês?

Meu plano é, gradualmente, aproveitar pelo menos 85% das funcionalidades oferecidas pelo RHGestor. Assim que conseguirmos expandir o uso da plataforma para todos, pretendo incluir todos os gestores nela. O objetivo é que eles colaborem principalmente na elaboração de estratégias, já que atualmente nosso foco ainda é muito operacional. Portanto, estamos empenhados em nos manter competitivos, especialmente no que se refere à valorização das pessoas na organização.

Um foco produtivo, mas com um olhar mais humano, né?

Exatamente. Utilizando as pesquisas promovidas via RHGestor, conseguimos compreender e atender a todos, promovendo uma cultura empresarial que respeita a singularidade de cada colaborador. A principal estratégia que vejo com a adoção desta plataforma é a capacidade de entender e reconhecer quem são nossos funcionários e quais são suas reais necessidades.

Esse é seu principal objetivo?

Embora tenhamos algumas inovações e rotinas básicas na área, tudo muda muito rápido. O que faz sentido para mim, como profissional de RH, pode não ser o mesmo para um auxiliar de serviços gerais no canteiro de obras. Portanto, enquanto expandimos os módulos dos subsistemas, meu objetivo é descobrir o que é significativo para esses colaboradores e trabalhar com base nisso. A expectativa principal é aproximar-nos e reconhecer a singularidade de cada um para atender às suas necessidades de maneira eficaz.

Com base no que viu até aqui, que conselho daria para outras empresas que estão considerando adotar uma tecnologia no RH?

Se alguém me perguntasse diretamente, eu sugeriria que ouvissem a proposta de vocês, considerando as dificuldades que enfrentam, pois eu encontrei um grande suporte nesse aspecto. Como muitos profissionais da área, eu tinha várias dificuldades. Um aspecto que realmente capturou minha atenção foi descobrir que o criador da plataforma já foi um diretor de pessoas. Isso fez todo o sentido para mim, pois somente alguém com experiência em RH pode compreender plenamente nossas necessidades. Sempre que posso, aconselho meus colegas que enfrentam os mesmos desafios a considerarem a RHGestor, que acredito que logo será uma referência no Brasil, se mantiverem essa direção. Para mim, foi realmente um dia de sorte, porque ignoramos muitas ligações e, por coincidência, atendi àquela que me conectou com a solução ideal de RH para os meus problemas.

Este artigo tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top