skip to Main Content

Como estruturar um Plano de Cargos

Um plano de cargos pode ser o diferencial da sua empresa. Havendo um planejamento para os colaboradores saberem quais são as metas alcançáveis dentro do ambiente de trabalho, pode trazer mais motivação para exercer as suas funções.

Mas, o que é um Plano de Cargos, afinal?

Para saber como estruturar um plano de cargos, é importante entender o que é, e quais são as suas funções nas empresas. Um plano de cargos é realizado como uma ferramenta do RH, utilizada para determinar as faixas salariais e as possibilidades de crescimento de cada cargo da empresa. 

De forma idealizada, algumas pessoas apontam o plano de cargos como uma forma de oferecer uma faixa salarial justa para os colaboradores, porém não é bem assim.

A ideia principal do plano é permitir que os colaboradores saibam como podem evoluir dentro da organização. Por mais que a faixa não seja a ideal no começo, ela pode ser alcançada, com um plano de cargos e salários.

A estrutura de um Plano de Cargos

Para que um plano de cargos funcione da maneira correta, ele deve ser bem estruturado e pensado pelo RH a partir de cada colaborador. As diferentes funções em uma empresa exigem diferentes planos de cargos. Agora que você já sabe o que é, vamos entender como elaborar um plano de cargos?

Para começar, modelos e seus níveis

Estabeleça qual o modelo de cargos que você deseja seguir, e seus níveis. Esses níveis podem ser divididos em: júnior, pleno ou sênior. Entre um nível e outro, o caminho a ser percorrido pode ser algumas vezes bem longo, isso possibilita que existam os subníveis, que permitem um avanço gradual, que gera motivação para o colaborador. 

Defina as competências

A seguir, estipule as competências de cada nível, sendo elas as características que o colaborador deve possuir para preencher os cargos. Essas competências são indispensáveis para quem esta sendo selecionado para ocupar um cargo. Elas podem ser comportamentais, técnicas ou de valores.

É importante não estipular um número muito grande de competências (recomendamos de 6 a 9), e também preparar uma descrição sobre elas, de forma a ficar mais compreensível o que se espera do colaborador. 

Entre os subníveis de competência, que podem ser o básico, iniciante, avançado e especialista, por exemplo, é importante definir quantas competências são necessárias para subir de cargo. Essas competências não precisam ser adquiridas no mesmo espaço de tempo, o progresso do colaborador pode e deve ser observado de maneira gradual. 

Enfim, defina as faixas salariais 

Uma das etapas indispensáveis é definir a faixa salarial de cada nível e subnível, e se ela é atrelada a algum benefício ou ajuda de custo. Tudo isso deve ser especificado na tabela salarial, e assim após a tabela ser definida, há um plano de cargos montado para o colaborador.

Planilha exclusiva com o passo a passo para montar seu Plano de Cargos
Que tal baixar uma *Planilha + Tutorial* de como montar seu Plano de Cargos do zero? Clique na imagem.

A importância de um Plano de Cargos

Uma das formas de estimular o trabalho e a motivação do colaborador, é mostrar que ele possui grandes possibilidades de ascensão profissional dentro da empresa. Atualmente, com o mercado de trabalho se desenvolvendo cada dia mais e abrindo oportunidades para aqueles que possuem ricas experiências nas áreas em que atuam, procurar manter colaboradores que possuem um grande potencial de evolução é uma forma de fazer com que sua organização também cresça. 

A elaboração do plano cria uma confiança e um estímulo entre os gestores e colaboradores. Demonstra que você acredita no potencial de quem está trabalhando em sua equipe. Junto com a criação de um plano de cargos, outra maneira de incentivar o colaborador é com o planejamento de treinamento e desenvolvimento, um subsistema muito importante para a área de RH, saiba mais clicando aqui

Os benefícios de um Plano de Cargos 

Um plano de cargos possibilita que a empresa se organize financeiramente em relação a cada colaborador, se planejando para investir tanto em aumentos salariais quanto em treinamentos que colaboram para a evolução profissional. 

Um dos grandes benefícios é a diminuição da taxa de turnover, que é o fluxo de entrada e saída de funcionários de uma empresa, a rotatividade. Se toda vez que um novo colaborador entra na equipe, é investido o tempo de recrutamento e seleção, e treinamento e desenvolvimento, a alta rotatividade de colaboradores pode ser um empecilho para o crescimento da sua empresa.

Um plano de cargos que esteja sempre acompanhando as dificuldades e conquistas, possibilita entender o que ele precisa para continuar na empresa, e dentro do possível, manter por mais tempo os funcionários.

A evolução de um colaborador, é também a evolução da equipe. Investir em auxílios e benefícios extras para quem trabalha em sua equipe, pode ser uma excelente forma de garantir que quem está trabalhando com você está se sentindo valorizado e estimulado para continuar. 

RH Estratégico: criando um plano de cargos

Recentemente nosso CEO, Cesar Carvalho, participou de um webinar produzido pela consultoria Idecorp. Neste webinário, os instrutores mostram o passo-a-passo para construir do zero o seu Plano de Cargos. Assista!

Conclusão

Neste artigo você aprendeu sobre o que é um plano de cargos, como estruturar, sua importância e seus benefícios. 

Na RHGestor, você encontra um sistema que te ajuda a desenvolver processos mais eficientes e automatizados, ferramentas para desenvolvimento humano e indicadores para apoio à tomada de decisão. 

Para ficar por dentro de outros conteúdos, assine a nossa newsletter clicando aqui 

Este artigo tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top