skip to Main Content

Os colaboradores ainda querem seguir um plano de carreira?

O que é um plano de carreira, quais são os tipos de planos que podem ser seguidos e os colaboradores ainda querem seguir esses planos?  Essas são algumas das perguntas que iremos responder e te ajudar a entender mais sobre o assunto. 

O que é um plano de carreira?

Um plano de carreira é um programa e uma estrutura realizados para traçar o caminho de um colaborador dentro da empresa. Ele é estruturado com base em metas a serem cumpridas, e que estimulam o colaborador a se desenvolver em sua carreira profissional.

O bom plano de carreira deve unir e alinhar os objetivos do funcionário e da empresa. Em sua estrutura deve conter todas as posições de hierarquia dentro da organização e as competências que são necessárias para subir de cargo. 

É muito importante que a elaboração seja feita de forma estratégica, não excedendo e fantasiando expectativas que não possam ser alcançadas, mas sim estar em acordo entre o colaborador e a empresa, de forma que evite decepções e quebras de expectativas. 

Um plano de carreira está entre os aspectos mais valorizados pelos profissionais, e não é para menos! Hoje em dia a maioria dos profissionais no mercado de trabalho procuram estabilidade e expectativa de ascensão profissional, por isso o plano de carreira é tão importante. Saber que existe a possibilidade de evoluir e chegar aonde deseja no trabalho em que está, faz uma diferença considerável no momento da contratação e da melhora constante no trabalho que realiza.   

Tipos de Planos de Carreira 

Existem alguns tipo de carreiras que são mais utilizados, vamos falar um pouco sobre cada um: 

– Plano de carreira em Y

Esse plano é ideal para os profissionais que não estão buscando um cargo de liderança, porém precisam ser reconhecidos pelos seus avanços na organização. Sendo assim, o plano de carreira em Y oferece duas opções para esses profissionais seguirem: escolher entre uma carreira de especialista ou de gestor. 

Ele é o mais utilizado em setores de tecnologia, engenharia, indústria farmacêutica ou de alimentos, pois nesses ramos o cargo de especialista é mais recorrente, e também porque os cargos de gestor e especialista possuem diferentes ocupações em uma organização.  

– Plano de carreira em W

Nesse tipo de plano de carreira, ao invés de duas opções, são oferecidas três opções possíveis: liderança, especialização e gestão de projetos.

Esse terceiro cargo é uma junção entre a gerência e a especialização. Ele consiste em acompanhar o desenvolvimento dos colaboradores, sem ser cargo de liderança tradicional, atuando de forma consultiva e dando suporte em projetos específicos. 

Acreditando que os líderes não devem apenas ficar restritos a área técnica, e que a especialidade pode ser muito importante para o progresso da organização, essa junção permitiu unir a liderança e a especialização. 

– Plano de carreira em Rede 

No plano de carreira em Rede, os colaboradores possuem duas ou três opções a serem seguidas, são vários caminhos que podem ser escolhidos. Eles passam por diversos cargos até escolherem o caminho que querem seguir.

A evolução pode ocorrer de um cargo a outro, juntamente com os estabelecimento de metas que conforme serão cumpridas irão dizer se o profissional está pronto para o próximo passo. 

A ideia dos colaboradores sobre o plano de carreira 

Recentemente, saiu uma pesquisa que mostra que 49% dos brasileiros estão pretendendo mudar de carreira em 2022 por conta de insatisfações no trabalho. A pandemia foi um fator que sem dúvidas gerou grandes mudanças no mundo corporativo e trouxe reflexões importantes acerca da vida profissional. Muitas pessoas deixaram para trás seus trabalhos de CLT e investiram em seu próprio negócio, ou perceberam que o lugar onde estavam não era o que realmente queriam. 

De 2020 para cá ainda é possível perceber essas mudanças. A busca pela melhoria do salário e do ambiente de trabalho fazem com quem, principalmente jovens entre 16 e 24 anos, saiam de onde estão para procurar melhores oportunidades. E é aqui onde entra o Plano de carreira.

A falta de perspectiva de onde pode chegar no local onde trabalha, faz com que ocorra um fluxo grande de pessoas passando pela empresa. Esse planejamento permite que o colaborador saiba onde pode chegar e o que precisa fazer para alcançar as metas traçadas para ele dentro da organização. 

Elaborar um plano de carreira, é claro, exige investimentos. É preciso  se programar em relação a tempo e dinheiro, pois disponibilizar cursos e treinamentos é algo que demanda dedicação. Apesar de não ser uma tarefa fácil, é  o que irá ser o diferencial entre a sua e as outras empresas. Havendo um bom processo de recrutamento e seleção, e contratando pessoas que se identificam com a organização da empresa, o plano de carreira é o que irá dar continuidade ao processo, incentivando o colaborador. 

Entre as importâncias da elaboração de um plano de carreira, temos também uma diminuição da taxa de turnover e uma maior estabilidade na equipe. Esses fatores são benéficos tanto para os gestores quanto para quem está sendo contratado. 

Conclusão 

Investir em um plano de carreira é um diferencial que pode agregar muito para sua equipe. 

Na RHGestor, você encontra um sistema que te ajuda a desenvolver processos mais eficientes e automatizados, ferramentas para desenvolvimento humano e indicadores para apoio à tomada de decisão.

Para ficar por dentro de outros conteúdos como esse, assine a nossa newsletter clicando aqui. 

Este artigo tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top